O que é queratose pilar e como tratar?

Você já sentiu como se a pele do seu braço tivesse a mesma textura de uma lixa? 

queratose pilar

É muito comum surgirem bolinhas nesta região. Na verdade, essa é uma condição que afeta cerca de 40% dos adultos e se chama de queratose pilar, mais popularmente conhecida como “pele de galinha”. 

Apesar de se tratar de uma doença bem comum, ela acaba, por vezes, sendo confundida com espinhas, foliculite e até mesmo com arrepios (já que a aparência da pele quando sentimos frio é bem parecida). 

Mesmo que não traga nenhum risco para as pessoas, esse aspecto áspero pode causar desconforto para muitos. 

Sendo assim, hoje iremos te explicar um pouquinho mais sobre a queratose pilar e mostrar as medidas que você pode tomar para tratá-la. Vamos lá?

O que é queratose pilar?

A queratose pilar é um distúrbio dermatológico caracterizado pelo aparecimento de bolinhas endurecidas principalmente na parte superior dos braços, mas também pode ocorrer em outras partes do corpo, como as coxas, por exemplo. 

Essas pápulas (bolinhas) variam de cor a depender do indivíduo, podendo ser avermelhadas, esbranquiçadas ou amarronzadas. 

O seu surgimento está ligado à produção excessiva de queratina. Esse excesso de queratina acarreta em um acúmulo de pele morta, o que obstrui os folículos capilares e causa essas protuberâncias. 

O resultado é uma pele mais áspera e ressecada, uma aparência que costuma incomodar a maioria das pessoas, principalmente as mulheres – as mais afetadas pela queratose pilar. 

No inverno essa condição tende a se agravar, já que o clima seco e frio contribui ainda mais para o ressecamento da pele.

Queratose pilar: como tratar?

A primeira coisa que você precisa ter em mente é que a queratose pilar não tem cura. 

No entanto, existem alguns cuidados que você pode tomar para melhorar a sua aparência. Confira a seguir. 

Evite produtos de limpeza agressivos

Nós costumamos ter muita cautela com os produtos que aplicamos na pele do nosso rosto. Com a do corpo, no entanto, a realidade é bem diferente. 

Todavia, se você deseja amenizar a queratose pilar, é necessário ficar bem atenta aos produtos que você coloca em contato com essa região do corpo. 

Sabonetes muito agressivos podem remover a camada de proteção natural da pele e contribuir ainda mais para a sua desidratação, piorando a queratose pilar. 

Sendo assim, aposte em um limpador suave, que não tenha sulfato.

Cuidado com a esfoliação

Muitas pessoas, na ânsia de melhorar a textura da pele e se livrar das pápulas, acabam exagerando na esfoliação, esfregando com muita força. Isso acaba deixando a área mais irritada. 

Se você optar pela esfoliação física você deve ser muito gentil ao realizá-la. 

Mas uma boa opção é investir na esfoliação química. Ela é a melhor alternativa quando o assunto é desobstruir os poros. 

Procure por produtos que contenham ácido glicólico e/ou ácido salicílico. Os dois são excelentes para renovar a pele. 

Só lembre-se de que é muito importante proteger a pele do sol enquanto fizer o uso, ok?

Aposte na vitamina A

A vitamina A é uma poderosa aliada, pois conta com retinol, que pode ajudar tanto na inflamação quanto na textura da pele. 

Você pode abrir uma cápsula de vitamina A e aplicar o óleo na pele ou, ainda, investir em produtos que contenham retinol. 

Mas seja cautelosa, pois o retinol é forte e pode causar vermelhidão e descamação. Dessa forma, comece inserindo-o aos poucos na sua rotina. 

Capriche no hidratante

Como você viu, a queratose pilar se agrava quando a pele está seca. Sendo assim, a hidratação é fundamental.

Busque por hidratantes que contenham ureia. Essa substância promove a retenção de água na pele, sendo excelente para uma potente hidratação.

Fique atenta a temperatura da água

Apesar de irresistíveis, os banhos quentes afetam a barreira natural de proteção da nossa pele, o que contribui para o seu ressecamento. Então, opte sempre pela água morna.

E, além disso, aproveite para aplicar o hidratante logo após sair do banho, com a pele ainda úmida. Isso irá melhorar os resultados. 

Você pode adotar todas as dicas acima, prestar atenção em quais delas realmente causam mudanças positivas na sua pele e acrescentá-las na sua rotina de cuidados. 

Mas é importante que você não espere resultados do dia para a noite. Tudo vem com o tempo e a constância. 

E você, sofre com queratose pilar? Já tinha ouvido falar nesse distúrbio dermatológico?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *